AGARTHA





Existe uma área no interior da Terra que está em uma frequência dimensional diferente que a da superfície, isto acontece por causa de diferentes planetas Terra estar localizados no mesmo espaço, mas com diferentes partículas atômicas (Terras Paralelas). Nos tempos da Atlântida , mais o menos 50.000 anos passados e na época dos afundamentos dos continentes que formavam esta civilização (+ o – 30.000 anos passados), os humanos que escaparam do cataclismo se dirigiram para essas áreas  no interior da Terra e estão ate hoje La, eles são os Agarthianos, a área é conhecida como Agartha e esta em uma dimensão entre a 3ª e 4ª, ou seja, um terrestre com desenvolvimento espiritual pode perfeitamente ver eles como seres sólidos iguais que nos.Podemos ver mais claro isto considerando que si estamos na terceira dimensão, eles estão na 3,50 dimensão. Eles mantiveram uma civilização estável, relativamente espiritualizada e altamente tecnológica, com naves que entravam e saiam constantemente da Terra, estabelecendo tratados e acordos com varias outras raças de extraterrestres. Lamentavelmente nunca ou quase nunca consideraram a humanidade da superfície, não julgo porque desconheço a historia total deles. Muita coisa aconteceu também por falta de iniciativa (mesmo presos) da humanidade da superfície, se acomodaram como si este sistema irreal fosse o melhor. O importante agora é que estamos conseguindo ver uma luz ao final do túnel, acredito que chegada a hora os agarthianos nos ajudarão de alguma forma real. Não adianta se comunicar telepaticamente e falar que são seres extraterrestres porque a verdade finalmente se manifestará, não é suficiente ter boas intenções, estamos em uma época onde precisamos de determinações reais que possam finalmente nos ajudar.
Eles recebem diretamente as infusões do sol central do planeta, o sol interno que é um sol relativo ao tamanho da Terra, é uma luz branca  mas que tem uma energia incrível, isto permite um desgaste menor e um aproveitamento melhor da energia. Alimentação e tecnologias permitem também uma longa vida que ultrapassa em muito nossa incrivelmente curta vida na superfície.
Tive oportunidade de estar nas cidades intraterrenas já faz muitos anos, mas devo confessar que estava em corpo sutil e não tive um aproveitamento total da experiência que logo na época  ´passou a ser arquivada como muitas e classificada de : “sonho”, felizmente a informação ficou comigo.